Ser Um Casal

Ser Um Casal
Psic. Odegine Graça

Não existe história maior do que a nossa, a do homem e da mulher. Essa será uma história de gigantes, invisíveis, transmissíveis, uma historia de novos ancestrais. Olhe os meus olhos! Eles são a imagem da necessidade, do futuro de todos na terra.

A imagem que concebemos acompanhará a minha morte.

Terei vivido dentro dessa imagem.

Não existe nada, além de admiração, diante de nós dois, a admiração diante do homem e da mulher, que fez, de mim um ser humano.

Agora, eu sei o que nenhum anjo jamais saberá.

Wim Wenders, Lês Ailes du Désir (As asas do desejo)

 

Quando duas pessoas se encontram, ao contrário de um encontro somente de duas pessoas, é um encontro de duas famílias e de várias gerações. Um casal é a esperança de propagação de duas famílias. Um casal é a esperança de perpetuação da humanidade.

Ser um casal é algo que se aprende, é algo que vem mudando. A importância vital desse encontro, entretanto, em nada mudou. Muito se aceitou em termos de ser casal, até mesmo o amor, assim como várias outras questões, foi reinventado. Porém, um fato torna-se visível e inalterado: experimenta-se um amor maior quando se aprende o amor em dois.

Podemos preencher todo o universo com a esperança de vida, respeito e paz, quando conseguimos convier, entender, querer o bem e a paz daquele com quem vivemos. Quando procuramos o crescimento acompanhado da experiência de estar junto e quando estamos ali no momento presente, completamente, no encontro de um olhar, no encontro de um beijo, no encontro de dois corpos, de duas mentes, de dois sonhos, de duas famílias, de um único Universo.

Ser um casal é entre outras coisas olhar a chuva juntos, fazer sopa de galinha em noite fria, assistir seriado bobo na TV. Virar o rosto do outro no meio da noite porque não se consegue pegar no sono pelo ronco alto do parceiro e mesmo assim achar deliciosamente enfurecedor dormir juntos e nem cogitar verdadeiramente a hipótese de um quarto só meu. Ser casal é bom e é ruim, no mesmo momento e em momentos distintos. É conhecer a nós mesmos em todas as polaridades e na amplitude de ser autêntico, de ser gente, humano. É quanto nos deparamos com todas as faces de Eva e de Adão e mesmo assim optamos pelo amor. Então, encontramos a luz de Deus (seja ele como você o conceber, com essa ou qualquer outra palavra), ter esperanças e iluminar a Terra.

É possível ser casal, é possível amar.

Apesar de todas as mudanças, o casal ainda é a esperança do ser humano.

 

Artigos Relacionados