Seja Gentil

Seja Gentil
Psic. Odegine Graça

O mundo hoje está muito agitado.

Pessoas correm de um lado para o outro sem tempo de respirar, de se importar ou de respeitar o outro. Estamos tão atarefados, envolvidos em projetos gigantescos para ganhar a vida que estamos nos esquecendo de viver nossa vida. A ansiedade, a angústia, o medo tem feito de nós qualquer coisa menos pessoas humanas.

Por que digo isso? O atributo maior do ser humano é a gentileza e disso estamos totalmente esquecidos.

A pressa nos leva na corrente daqueles que nem mesmo se percebem. Vejam o exemplo do trânsito: alí somos todos animais irracionais. Não podemos dar a vez, dirigimos costurando, apressados, sem perceber que quem está a nossa frente, ao nosso lado, é outro ser humano como nós, pais e mães, maridos e esposas, filhos e filhas. Ali todos são ameaças em potencial, alguém que preciso vencer, passar a frente, alguém que está me impedindo de andar mais rápido, de chegar mais depressa, e como vimos essa semana num lamentável episódio de tentativa de assassinato cometido pelo “motorista” Ricardo Neis em Porto alegre, mesmo que esse outro sejam vários ciclistas..

Mas queremos chegar aonde? Como podemos saber que destino queremos se nem ao menos conseguimos sentir o caminho por onde estamos indo?

A minha filha contou uma piadinha de escola que me fez pensar muito. Ela disse que a amiguinha perguntou ao pai   em uma pesquisa pra escola:

“- Pai, o que a mamãe mais odeia no mundo?

Ele respondeu

– Essa é fácil: seres humanos.”

Todos riram muito, mas é mesmo de chorar. Nossa civilização está nos ensinando a odiar seres humanos. O que será de nossos filhos? Dos filhos dos nossos filhos?

A gentileza hoje é uma palavra desconhecida das pessoas em geral. O que é gentileza? Gentileza é a qualidade ou caráter de alguém nobre, generoso. Está ligado a amabilidade.

Nesse mundo onde temos que matar um leão por dia e onde se diz que o mundo é dos espertos, ser gentil ficou relegado aos bobalhões. Desde então passamos a viver na selva da cidade grande. Pois é.

Existe um americano chamado Winn Claybaugh, que vem fazendo um movimento chamado “Seja Gentil”. Assim, simples assim. Esse mesmo americano escreveu um livro “Seja Gentil”. Um livro muito simples, cheio de coisas que estamos carecas de saber, mas que nunca praticamos. Ele convida a todos a praticarem a gentileza. Ele defende que pequenas mudanças de comportamento no dia a dia podem revolucionar toda uma sociedade.

Eu acredito nele, decidi propor isso aqui e fazer isso no meu dia a dia. Que tal algumas dicas:

  • Quando alguém lhe cortar no transito, ao invés de xingar de… você deseja que aquela pessoa seja muito feliz, pois pessoas felizes são gentis.
  • Se você anda de ônibus, dê o seu lugar a outra pessoa, de todo seu coração, pois você é uma pessoa boa.
  • Experimente dizer obrigado olhando nos olhos do garçom que te serviu, da tia da limpeza ou mesmo do seu filho quando lhe fez um favor.
  • Seja gentil, regue seu bom humor, sorria agradeça mais, reclame menos.
  • Elogie alguém da sua família, do seu trabalho.
  • Parabenize  a você mesmo.
  • Respire o ar do dia e agradeça a natureza pelo sol, pela chuva ou a maneira como ela se manifestar naquele dia.
  • Agradeça a seus pais por serem exatamente como são. Cada um tem os pais que precisa para evoluir nesse caminho.

Junte-se ao movimento revolucionário do “Volte a Ser Humano”, seja gentil.

Você já imaginou se cada um de nós adotar uma única postura gentil por dia? Aqui se transformaria no paraíso.

Vamos fazer?

Seja gentil.

 

Artigos Relacionados