Relacionamento de Casal

Relacionamento de Casal
Psicóloga Odegine Graça
“Necessitamos de uma vida toda para desvendarmos os segredos de uma relação a dois e às vezes nem isso basta “
Bert Hellinger.
No amor, quando tudo aquilo que está velado vem a luz… quando o destino e a escuridão da vida de cada parceiro se mostra, o que faz com que o amor ainda persista? O que faz com que o amor do primeiro estágio do EU TE AMO cresça? Hellinger diz: “Amo você, precisa ser complementado por algo mais. Algo que prepara o casal para esse estágio mais abrangente, que o conduz para aquela amplidão e profundidade que o faz crescer para além desse primeiro amor.”  Uma frase que engloba essa dimensão maior e que os prepara para ela, é EU AMO VOCÊ E TUDO AQUILO QUE NOS GUIA. Quando se diz isso tanto o homem quanto a mulher olham além de si, do seu desejo,  eles olham para o que está além deles. Por mais que eles ainda não entendam o que essa frase diz em sua completude, ela é uma preparação para que eles vão alem do amor à primeira vista.
Muitos são os relacionamentos que fracassam, por causa do vínculo de destino dos companheiros. Os emaranhamentos que vivem cada membro do casal, podem levar ao fracasso o relacionamento a dois.
Hellinger continua dizendo: “Esses emaranhamentos são fatais, porque estão além da vontade, do nosso cuidado e mesmo da nossa consciência, determinam nossa vida de forma sobre a qual não exercemos influência,  pelo menos enquanto não nos tornarmos conscientes de tais emaranhamentos.” Essa fala de esclarecimento de Hellinger não nos deixa no vazio o problema, ele aponta o caminho. Diz ele: “As constelações familiares não apenas trazem à luz algo até então oculto, mas também indicam caminhos para a solução. O ponto decisivo das constelações familiares é mostrar o caminho para a solução de uma emaranhamento e conduzir os atingidos a esse caminho.”
Quando um casal se encontra na instância do “Eu te amo” ele está no amor à primeira vista, sobre isso diz Hellinger “Assim como o amor à primeira vista não pode durar enquanto não for seguido do amor a segunda vista, nas constelações familiares a solução do emaranhamento ocorre somente quando os atingidos se conectam com algo maior, quando abandonam conscientemente algo anterior e se abrem para algo novo, mesmo que isto a princípio cause medo. Porem, o conhecimento e a compreensão em si só não bastam. Necessita-se também de uma força especial. A fonte dessa força é por um lado, a ligação com os pais e com os ancestrais.” E muitas vezes, continua Hellinger “somente essa ligação e até mesmo a reconciliação não é o suficiente. Então é o momento de olhar por uma outra dimensão.” E deste modo complementa Hellinger: “Inserir-se em algo maior, entrar em sintonia com aquilo que em ultima instância nos conduz, não pode ser exercitado nem influenciado por algo exterior. Isto pertence a um âmbito que experimentamos como uma graça, envolvendo assim também um lado espiritual, religioso. O seu efeito se desenvolve principalmente quando chegamos aos nossos limites. No limite a travessia se torna mais possível, mas isso não se aplica a todos. Sempre que nos tornamos testemunhas de que um limite não pode ser transposto por nós ou por outros, quando um de nós ou o parceiro não consegue se desligar do emaranhamento, precisamos reconhecer esse fato, sem querer movimentar ou mudar algo. No relacionamento a dois isso é experimentado como uma morte. ” 
É nesse momento que Hellinger aconselha uma frase de ajuda, para exercitarmos um segundo olhar na relação:
“EU ME AMO E EU AMO VOCÊ COM TUDO AQUILO QUE NOS CONDUZ.” 
Essa frase dita com todo o seu coração pode causar um verdadeiro milagre em sua vida. Experimente e siga rumo à luz e à felicidade.
Para quem desejar saber mais sobre constelações acesse:
 www.constelacaotransgeracional.com.br ou ligue para: 3014-8779.

Artigos Relacionados