Quem Faz Terapia e Por Que?

Quem Faz Terapia e Por Que?
Psicóloga Odegine Graça - Especialista em Autoestima, Relacionamentos e Relacionamentos Amorosos
Psicóloga Odegine Graça

“Quem olha para fora sonha,
Quem olha para dentro desperta.”
Carl Gustav Jung.

 

É incrível o número de e-mails que recebo dizendo que terapia é pra maluco.

A verdade é bem ao contrário. Louco não faz terapia. Ao menos nunca por vontade própria.

O que caracteriza uma pessoa desequilibrada, fora de si, louca, maluca, é a total incapacidade de se perceber verdadeiramente. Normalmente essas pessoas se acham super boas, resolvidíssimas, e que somente elas podem resolver seus problemas. Não confiam em ninguém para ajuda-las.

Os covardes também não fazem terapia. Olhar diretamente para si mesmo, sem véus ou disfarces é coisa de gente muito corajosa.

Vejo as pessoas que procuram ajuda, como aquelas que levam a um sistema comprometido e rígido o movimento de mudança, e assim uma esperança de cura. Essas pessoas normalmente são arrimos de família em algum aspecto, seja financeiro ou emocional.

São pessoas fortes, que sustentam muitas pessoas e não encontram apoio.

É claro que estou falando de quem procura a terapia ou psicoterapia de maneira voluntária.

Essas pessoas querem conhecer a si mesmas e entender melhor o mundo que as cerca, encontrando soluções diferentes para problemas que se repetem. Isto também é um sinal de sanidade.

Loucura, como dizia Einstein, e fazer sempre a mesma coisa procurando um resultado diferente. Ao procurar ajuda terapêutica se está trilhando o primeiro passo de um caminho diferente. Um primeiro momento de movimento. É onde se inicia um trabalho rumo ao melhoramento da vida como um todo.

Para a física, trabalho é deslocamento de uma força ao longo de certa distância. Nossa rigidez é uma força que demonstravelmente consome energia para manter-se constante, mas é também uma força que não se desloca. Tentar fixar, permanecer na mesma posição, é desgastante e nocivo.

Então, procurar terapia é um movimento de pessoas lúcidas, daquelas que tem muita luz, razão, consciência de si, e logo, muita sanidade, muita coragem, e estão prontas para desfrutarem suas vitórias pessoais e sua felicidade tão merecida.

Artigos Relacionados