Promessas de Fim de Ano

Promessas de Fim de Ano
Psic. Odegine Graça

Todos os anos pessoas do mundo inteiro seguem o mesmo ritual: o das resoluções de fim de ano.

Prometem e prometem. Emagrecer, ter um emprego melhor, voltar a e estudar, ter um casamento melhor, ser mais compreensivo, organizar as finanças etc. As promessas são as mais diversas, mas sempre giram em torno de fazer do próximo ano um ano melhor do que o que já passou.

Após os fogos, os pulos de ondinhas no mar, o sabor das uvas, constatamos no raiar do novo ano, no máximo algumas semanas depois, que tudo continua exatamente igual.

O que aconteceu? Será que somos tão fracos que desistimos tão facilmente de nossos sonhos? Será que o esforço em mudar nossas vidas desaparece tão depressa? Ou simplesmente as coisas não dão certo porque não passam de promessas de final de ano?

Para sairmos do reino das promessas é preciso comprometimento e uma estrutura prática que são instrumentos necessários para conquistar o êxito. Dentro de nós temos todos estes instrumentos necessários para ter sucesso em nossos empreendimentos. Da mesma maneira que um artista esculpe o mármore e transforma a pedra bruta em uma escultura linda e perfeita, assim nós também podemos esculpir nossas vidas diariamente. Para cumprirmos nossas promessas de final de ano precisamos enfrentar nossos comportamentos de autodefesa e encontrar novas maneiras de interagir com os eventos diários de nossas vidas, pois são eles que moldam nossas experiências.

Primeiramente aceitar nossas crenças limitantes, aceitar que elas existem. Depois reunir coragem para abandonar comportamentos destrutivos por capacidade de obter sucesso. Nós nos conformamos com o fato de que todo ano será igual ou apenas um pouco melhor que o anterior em vez de nos permitir o entusiasmo por um futuro sem limites. Construímos barreiras em torno de nossas ambições e de nossas metas e até da nossa imaginação. Por medo nos privamos, damos um passo para trás, e ao invés de sentirmos o prazer de iniciar a jornada para um novo caminho, rumo a um futuro maravilhoso, nos consumimos em mágoas e dores do passado, pois se ficarmos onde sempre estivemos não corremos o risco de fracassar, de nos decepcionar de nos ferir, de sofrer de novo. Ficamos consumidos pela dor e assistindo a novela das oito para ter um pouco de prazer com a imaginação dos outros.

Talvez você tenha se deixado levar gradualmente ao vicio da desesperança e do pessimismo, da falta de ação e da espera por um milagre, da desconfiança de si mesmo. O comportamento de esperar que algo aconteça para agir, para ter esperança, para que eu possa viver, é o comportamento covarde daqueles que já não tem coragem de investir na vida.

É somente sua a tarefa de criar uma vida que atenda seus sonhos. Não se deixe enganar por fantasias do tipo: o ano que vem… Não caia na armadilha de acreditar que o ano que vem por si só vai lhe trazer passivamente tudo aquilo que deseja sem que você se envolva no processo de construir a estrada, a ponte do seu futuro. Saiba que o melhor da sua vida já existe potencialmente aqui e agora nesse exato momento. Faça hoje o melhor dia da sua vida que com certeza absoluta você terá adentrado a estrada da magia onde as ferramentas para construir um futuro de paz, abundância e muito amor estará pronto para você.

Um imenso abraço, feliz Natal e prospero ano novo para todos.

Artigos Relacionados