Minha História

Minha História

Olá doutora Odegine Graça.
Meu nome é Sandra, e estou passando um problema bem grave no meu relacionamento. Sou casada a dez anos e confesso que foram anos muito conturbados na minha vida. Desde o inicio nosso relacionamento é feito de tapas e beijos. Um dia estamos muito bem no dia seguinte tudo desaba. Temos duas filhinhas que já estão com problemas sérios, elas choram muito quando brigamos. Estou tão exausta de tentar mudar ele. Sou muito ciumenta e ele não colabora, olha para todas as mulheres do mundo e nem se importa que eu esteja presente, chega tarde e cheirando a bebida e as vezes com batom na camisa. Sei que deveria tomar uma atitude, mas não tenho coragem, acho que vou morrer se deixá-lo. Por favor me ajude.

Resposta: Olá Sandra, em primeiro lugar pense em ajudar a si mesma, em mudar você e não ele. Pegue a energia que está investindo para salva-lo e salve a si mesma. Você precisa de ajuda mesmo, o que você me conta são sintomas clássicos de mulheres que amam demais. É uma doença semelhante ao alcoolismo, somente modifica o objeto do vício, ou seja, uma relação com alguém que você possa salvar. Procure um grupo de ajuda e psicoterapia, ok ?
Abraços e boa sorte.
Odegine Graça.

Artigos Relacionados