Indecisão

Indecisão

O homem é um ser desejante. Assim que satisfaz um desejo, outro se apresenta em sua mente. O desejo nos faz seres faltantes, sempre em busca de alguma coisa, angustiados, sempre…

O barulho interno, a busca incessante, nos faz confusos e nas palavras de alguns apaches navarros “homens brancos loucos”. Vivemos fugindo, correndo, sempre atrás de alguma coisa, buscando fora aquilo que deveríamos procurar dentro de nós. E quando aparecemos em públicos somos em maioria como belos sepulcros, como dizia Jesus o Cristo, lindos por fora e cheios de podridão por dentro.

Na cultura do fast food em que vivemos hoje somos seres muito rápidos, que tentamos aliviar a dor de qualquer maneira. Maquiamos nosso rosto e nossos sintomas e continuamos a nos enganar, a encobrir nosso mal interno. Cara de sorriso, coração loucamente sofrido.

Buscamos a quem possamos culpar por nossos desajustes, nossas incertezas e nosso próprio olhar torto e distorcido em torno da velhice do nosso corpo, nossas promessas e nossa própria confusão.

Como seria bom se pudéssemos decidir “estar aqui e agora”, simplesmente presentes, totalmente presentes, interados e interativos. Olhar nos olhos de quem amamos e procurar satisfazer naquele instante a nós mesmos e a quem nos rodeia com amor, afeto puro e simples. Que bom seria se pudéssemos decidir que nossa dor de vida é nossa ensinadora e que não vamos mais sofrer loucamente e disfarçamente procurando negar que existem catástrofes naturais que matam milhões, que crianças são assassinadas e velhinhos morrem abandonados, que todos nos vamos morrer e que a forma como vamos morrer pouco importa, que o importante é como estamos vivendo. Como seria maravilhoso se encarássemos cada segundo de nossas vidas como uma oportunidade de nos tornarmos pessoas melhores e de sabermos que estamos aqui porque somos especiais, que estamos aqui para estarmos totalmente aqui.

Olhe para você no espelho e saiba esse ser que você vê vai bem além desse olhar reflexo.

Você é Especial.

 

Artigos Relacionados