Gosto e Prazer

Gosto e Prazer
Psicóloga Odegine Graça - Especialista em Autoestima, Relacionamentos e Relacionamentos Amorosos
Psicóloga Odegine Graça

“Será que tudo que eu gosto

É ilegal

É imoral

Ou Engorda”

Roberto Carlos

A música nos questiona e aponta nossos prazeres.

Se pensarmos bem aberta e francamente, gostamos, temos prazer, com todos os sete pecados capitais e desses podemos inventar ainda muito mais. Vamos ver?

Gula… quem não sofre desse pecado? Talvez os anoréxicos, mas este ainda não é um estado natural do ser. Natural é você comer aquele prato delicioso e querer mais um pouco e mais um pouquinho… e só mais um pouquinho. E depois… ai, que dor na consciência. Mas, no outro dia eu não como nada, só sopa e suco. Ai vem a punição, o sacrifício.

Sem correr o risco, ou melhor, já correndo o risco de ser chamada de alguma palavra imoral, eu raciocino: porque deus criou coisas tão boas e as denominou de pecados? Será que ele já tinha uma noção que nós, seres humanos, sentimos prazer em fazer o ilícito e adoramos ser castigados e nos arrependermos depois? Penso que sim. Foi ele que nos criou, portanto, conhece o mais profundo âmago do nosso ser. O humano é um ser que sofre e pensa que merece punição. É preciso ser castigado para se arrepender e ganhar o prêmio do arrependimento. E para ser punido é preciso transgredir.

Logo, fazemos isso pela recompensa, pela expiação, pelo alívio do perdão. Quem não peca não é perdoado, não é punido, mas também não é recompensado. Já pensaram que vida chata?

É ilegal, é imoral ou engorda?

Já repararam que todos os herói da bíblia aprontaram alguma? Foram punidos pra valer e depois se arrependeram mesmo e foram recompensados além de toda a medida? Pois é: Pecado, dor, prazer, caminham juntinhos na senda escura de nossa alma nobre desconhecida.

Carrego tanta dor no peito que preciso explodir, eclodindo em grito todo meu martírio de tentar ser o tempo todo “bom”. Nunca serei uma alma somente nobre e em paz. Como dizia o profeta, não faço todo o bem que quero, mas faço todo o mal que não quero. Não existe como me salvar de minha própria natureza humana.

Somos seres feitos de luz e sombra.

É no pecado que encontramos a punição, e na punição que encontramos expiação, e na expiação encontramos nossa verdadeira face.

Ser humano.

Grupo de Discussão Sobre Relacionamento Amoroso Cá Entre Nós

Artigos Relacionados