Futuro?

Futuro?

A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo

Peter Drucker

 

Psicóloga Odegine Graça - Especialista em Autoestima, Relacionamentos e Relacionamentos Amorosos
Psicóloga Odegine Graça

Ontem estava assistindo ao Jornal Nacional, coisa que nunca faço, ou melhor, faço uma vez ao ano, pois se você ver essa única vez saberá a quantas anda o humor do mundo por um longo período. Exemplo disso é que o medo é propagado com intensidade desde a crise de 1929. E aqui eu me pergunto se estamos prestes a explodir, se somos seres assim tão terríveis e criadores de tantas desgraças, como ainda estamos vivos?

Esse constante estado de pânico vem sendo criado através das imagens televisivas, ou do jornal, ou ainda do telégrafo, ou ainda sei lá do que, desde sempre na história da humanidade.

Pense um instante comigo se e somente se… pudéssemos realmente criar nosso futuro através de nossa fé/crença, como seria acreditar que somos fracos, indefesos, que vivemos em um mundo de incertezas, e que a única coisa certa  é que algo muito ruim vai nos acontecer? Então, faça disso várias reportagens de TV, jornais, revistas, etc. e teremos com certeza o futuro “acreditado”.

Imagine comigo que podemos criar o futuro da terra todos nós sonhando o mesmo sonho. Agora imagine que esse sonho seja um filme de terror, filmado pelo celular estilo Bruxa de Blair, e imagine agora isso sendo rodado como verdade a cada segundo pelos meios de comunicação. E então? Temos um futuro, pelo menos para a grande maioria.

futuro

Não para todos, mas para a grande maioria porque mesmo estando nesse mundo você pode entrar em uma outra frequência desse mesmo mundo que então será um outro mundo, nesse mesmo mundo. Loucura? Não, só física quântica, mecânica do caos e outros nomes incompreensíveis para o que as crianças fazem tão bem.

Sofra, brinque, diga sim e chute com toda a força os muros das impossibilidades e vá em frente. Não deixe que nenhum mensageiro da morte gore a sua vida, sonhe seus próprios sonhos e construa um mundo mais feliz, certo?

Um forte abraço e feliz Ano Novo.

 

Artigos Relacionados