Dicas de Animais

Dicas de Animais

Eu estava a procura de um gato amarelo há um mês, quando uma amiga minha disse que uma das gatas dela teve filhotes . Então perguntei se tinha algum amarelo e ela respndeu: – “ Não, só branco”. Eu fiquei triste, mas dia seguinte ela disse olhou direito a ninhada e encontrou um gato amarelo sim, e que era machinho . Eu disse: “pronto, é meu, separa lá!”
Eu quase não aguentei de ansiedade a espera do gato, ele veio para a minha casa com 20 dias, e quando chegou, foi só alegria. Era muito esperto, começou a comer logo. É claro que eu ficava preocupada em deixá-lo sozinho, e sempre deixava de almoçar para vir até em casa ver como ele estava. Ele estava sempre bem, adotou um bicho de pelúcia meu, como se fosse a mãe dele.
O tempo foi passando e o Frederico, mais conhecido como Rico, foi ficando mais brincalhão e pegajoso , pois só queria dormir. Ele é muito carinhoso. Ele foi até viajar conosco para a praia, é claro que foi um pouco difícil conviver com o medo que ele fugisse, ou fosse roubado, mas ufaaaa, nada disto aconteceu.
Apeguei-me tanto que comprei outro gato e dei o nome de Malmsteen, em homenagem ao guitarrista. E o rico ganhou um irmãozinho.
Eles aprontam umas feias de vez em quando, pois adoram chamar a atenção quando ficamos o dia todo fora. Eles ficam sozinhos e quebram espelhos , comem persianas arranham o sofá , mas nós não conseguimos viver sem eles. Eles nos ensinaram paciência, preocupação com o bem estar de outras criaturinhas e acima de tudo que resistem aos meus amasso e continuam me amando muito.

Artigos Relacionados