Crítico Interno – Uma Questão de Autoestima

Crítico Interno – Uma Questão de Autoestima
Psic. Odegine Graça

Essa semana caiu em minhas mãos um livro maravilhoso chamado “Autoestima, Como Está a Sua?” dos autores Mattheus Mickay e Patrick Fanning. Dentre os assuntos interessantes tratados pelo livro, o que me chamou muita atenção foi o tema do crítico interno. Vejo muito pouca literatura falando do assunto e todos os dias me deparo com o tema no consultório. Ouço pessoas maravilhosas, extremamente competentes, sendo torturadas o tempo todo por esse fenômeno interno – o critico. Muitas dessas pessoas defendem esse personagem interno com unhas e dentes, pois pensam que ele é o responsável por tudo aquilo que possuem hoje. Sem saber, elas poderiam possuir no mínimo o dobro de tudo, mas principalmente poderiam possuir o triplo de paz se agissem livres de sua direção.

Ter um critico patológico interno é de enlouquecer qualquer ser humano, é de tirar toda e qualquer autoestima, pois o critico diz a você para ser o melhor, e se não for o melhor, você não é nada. Ele o chama por adjetivos: estúpido, incompetente, feio, egoísta, fraco. E o pior, ele faz você acreditar que todos estes adjetivos são verdadeiros.

Além disso, o critico exagera sua fraquezas, insistindo que você SEMPRE diz coisas idiotas ou SEMPRE estraga seus relacionamentos, ou que NUNCA termina nada na hora, entre outras delicadezas. O critico é uma espécie de chacal psicológico que, a cada ataque, enfraquece e destrói todos os bons sentimentos que você tem sobre si mesmo.

Quanto mais informações você tiver sobre esse personagem interno, destruidor de sua autoestima, mais chances de saúde você terá.

A primeira coisa que você deve saber sobre seu crítico é que por mais que seus ataques sejam falsos e distorcidos, ele quase sempre é aceito como verdadeiro. Assim sendo, o crítico pega sua autoestima e a coloca em um triturador de alimentos. E se ainda te passar pela cabeça que ele te ajuda, saiba que um crítico barulhento e volúvel é muito pernicioso. Ele é mais venenoso para sua saúde psicológica que a maioria dos traumas ou perdas, porque o pesar e o  sofrimento desaparecem com o tempo, mas,  o critico está sempre com você, julgando, culpando, atribuindo-lhe falhas, enfim, destruindo você, sua felicidade e sua leveza.

Ele vai retirando sua respiração a cada instante de sua vida.  Outra coisa que você deve saber sobre o critico é que ele fala em uma espécie de taquigrafia. Ele pode apenas gritar a palavra “preguiçoso”. Essas 4 silabas contem a lembrança de mil vezes em que seu pai reclamou da sua preguiça, atacando-o, dizendo-lhe como odiava a preguiça.

Ele não para por ai, ás vezes o crítico usa imagens ou cenas do passado para minar sua noção de valor. Ele repete a imagem de algum momento constrangedor em um encontro: tira fotos de um sermão que ouviu de seu chefe, recupera fotos de um relacionamento fracassado e cenas em que você perdeu a paciência com seu filho, e se diverte imensamente vendo você se culpar e sofrer com isso. E saiba que, uma das coisas mais estranhas sobre o critico é que ele sempre parece ter mais controle da sua mente que você.

O critico destrói sua autoimagem, pois segundo Robert Burns, A autoimagem é o que a pessoa vê quando olha para si. Se você escuta a voz do crítico, sem duvida, essa foto será a de um fracassado que não faz nada certo na vida. Se é assim que você se vê, é assim que vai se sentir, e por mais vitorias que você tenha na vida, elas sempre te parecerão poucas e todos os reconhecimentos externos dirão a você, que você é uma farsa e que quando as pessoas realmente descobrirem quem você é…

Saiba que você é importante, maravilhoso, porque você existe, porque você é você mesmo e sua essência é perfeita. Você não depende das coisas que faz, seu valor esta na sua vida e não nas coisas que você faz. Você só encontrara prazer no dia a dia, só terá autoestima verdadeira, quando seu valor estiver claro e centrado em você, naquilo que você é de fato e não nas coisas que faz ou nas coisas que tem.

Lembre-se você é maravilhoso porque você existe, é único e insubstituível. Nesse universo todo não existe ninguém, nem um único ser, igual a você. Você é muito especial, lindo e perfeito. Sem você o universo não seria tão maravilhoso.

Você é perfeito!

Artigos Relacionados