Amor à Vida, Exatamente Como Ela É

Amor à Vida, Exatamente Como Ela É
Psicóloga Odegine Graça - Especialista em Autoestima, Relacionamentos e Relacionamentos Amorosos
Psicóloga Odegine Graça

“Tudo vale a pena, se a alma não é pequena”

Fernando Pessoa[bb]

 

Assim já dizia o poeta. Nós não inventamos a vida, a vida nos inventa e nos surpreende a todo o instante. A realidade é bem maior que nossos sonhos mais incríveis. Aprender a olhar para a vida sem pré-conceitos, planos delimitados e bem fechadinhos, é um dom e um aprendizado. Estar na vida, exatamente como ela é, amar aquilo que tenho e tudo aquilo que me rodeia, encontrando graça a todo instante, todos os dias. Sentindo-se ali naquele exato momento presente. Saber que Sou e estou ali em constante transformação, todos os dias, a todo o instante, eis a beleza da vida.

Infelizmente nem tudo é exatamente como a gente quer, dizia a musica, falando da chuva e do coração ardendo dentro do peito. O entusiasmo  juvenil por coisas simples do nosso dia a dia nos faz seres vivos. Intensamente vivos.

O que é a vida?

Tanto procuramos uma explicação que nos esquecemos de viver, de sentir o sol ou a chuva do dia que nasce ou da noite que chega e um dia… a vida acabou, e esquecemos de vivê-la.

A vida resiste a toda e qualquer explicação. A vida é maior que todos os conceitos de todos os dicionários. A vida é a vida. Tudo isso, somente isso. O amor e a vida caminham juntos. O amor à vida é inseparável de todo o tipo de amor. Somos tão tristes e sozinhos porque nos escondemos em nossos medos e nos fechamos em cascas duras e nos comportamos como pequenos caracóis assustados. O medo da vida nos leva a estar longe de nós e daqueles a quem amamos.

Cada momento simples pode ser eterno em nosso coração. O fazer um filho dormir. O beijo de boa noite bem demorado para o marido, esposa, pessoa amada. O bom dia caloroso aqueles que encontramos no caminho do trabalho. O sentir o sol na pele, a respiração profunda e completa. O assistir a um filme com pipoca. O saborear uma refeição caseira, caminhar de mãos dadas, olhar nos olhos da pessoa amada e dizer eu te amo. Chegar no final do dia e saber que fez um bom trabalho.

Todas essas coisas essencialmente simples são o motivo de nossa verdadeira felicidade. Você não precisa de um milhão de dólares para começar a viver feliz, nem mesmo de um grande sonho. Talvez o que você precise seja acordar para tudo de bom que você já tem.

São muitas as maneiras que a vida usa para falar conosco. Muitas vezes estamos surdos, cegos e loucos para as mensagens que ela nos envia, e não vemos sentido em nada, porque estamos distantes da vida. Estamos distantes de nós mesmos. É quando adoecemos. Criamos milhares de problemas imaginários e ficamos anestesiados para a vida como ela é, então somos capturados por sonhos dos outros, que normalmente envolvem alcançar muito dinheiro, muito poder, muito… qualquer coisa.

E somos engolidos por sacrifícios gigantescos que nos afastam a todo o instante daqueles que amamos e de tudo aquilo que realmente vale à pena. Perdemos o movimento da vida, e mesmo que um dia acordemos envoltos em puro ouro, em um leito cravejado de diamantes, estaríamos ali sozinhos e tristes e tudo aquilo que nos é substancial teria se esgotado. Não somos nós que escolhemos a vida, a vida nos escolheu.

Se abrirmos os olhos todos os dias e nos entregarmos inteiramente em seus braços e seguirmos completamente o seu movimento, encontraremos caminhos e respostas que jamais imaginamos antes.

Entregue-se a vida, e viva a vida.

Exatamente como ela É.

Grupo de Discussão Sobre Relacionamento Amoroso Cá Entre Nós

Artigos Relacionados